.

.

.

.
Recebo-te com flores,
abraço-te em luzes,
entrego-te meus sonhos,
escritos e descritos
em cada frase sentida.

⊰Marcia Mattoso⊱

domingo, 16 de agosto de 2009

PERDIDA



Pés no chão, cabeça na lua,
assim sou...
vivo a tropeçar pelo caminho,
em total desalinho.
Minha vida é vazia,
minha alma é vadia,
minha mente é vulgar.
Meto os pés pelas mãos
em constante confusão
e sem nada a declarar,
viro meu mundo
de pernas para o ar.
Minha cabeça não pensa,
meu corpo padece,
carece de alma,
meu coração se aquece
e se esquece de brincar
de amar...
sem pensar, sem sonhar.

Marcia Mattoso

- Niterói, 01/08/09 -

Nenhum comentário:

.

.